Joakin’s: uma viagem aos anos 60

Se tem uma coisa que paulistano AMA é hambúrguer! São para todos os tipos, gostos e todos os preços. E a maioria dos restaurantes especializados acaba virando um passeio e vale super a pena conhecer (esquecer um pouco do iFood e conhecer lugares novos, né migos?)

E um desses lugares é o Joakin’s. Uma hamburgueria localizada na rua Joaquim Floriano, número 163, no Itaim Bibi. O local existe há mais de 50 anos no mesmo endereço, ou seja, super tradicional. E o mais legal, o ambiente, além de enorme, te leva a uma viagem diretamente aos anos 60. E vamos confessar, não existe nada mais legal que visitar um lugar com o estilo desse tempo né?

IMG_0442

Interior do restaurante temático. Foto: Gabriela Camargo

Os sofás para sentar com os amigos, o balcão totalmente retrô, o uniforme dos garçons e até mesmo os cartazes de sorvete. Aliás, lá você encontra banana split, colegial e os milk shakes que parecem ter saído diretamente do Grease.

Apesar de ser um restaurante um pouco caro, os produtos que o Joakin’s oferece, além de lindos, são maravilhosos. Principalmente a maionese especial da casa, que deixa qualquer um de queixo caído.

Mas atenção: em alguns casos, para experimentar a maionese que vale super a pena, você precisa pedir a parte, com um valor adicional de R$ 4,50 (não é muito, vai?).

Como não sou muito fã de alface e fui até lá porque estava louca para comer cachorro quente, pedi um hot dog tradicional com maionese. E, como todos os restaurantes de São Paulo, o lanche só vem com pão e salsicha. Mas isso é normal aqui na cidade… Diferente dos hot dogs que o pessoal do interior está acostumado.

Porém, a infinidade de hambúrgueres e pratos no cardápio é maravilhosa! Vale super a pena experimentar. E, para completar tudo, não tem como ir até o Joakin’s e não pedir uma sobremesa. Então eu e meus amigos optamos por dividir um petit gateau que veio com um bolinho enorme, chantilly e uma bola de sorvete de um tamanho considerável. Nossa nota? 10!

IMG_0440

Dá pra dividir essa sobremesa em dois tranquilamente. Foto: Gabriela Camargo

Por isso, se você estiver passando por São Paulo e quer ter uma experiência diferente com os seus amigos ou a sua família, aproveite esse restaurante que já é um dos meus favoritos desde que eu mudei pra cá.

Quer saber mais sobre a história do Joakin’s? Clique aqui.

IMG_0443

Fachada Joakin’s. Foto: Gabriela Camargo

Anúncios

Galeria do Rock é passeio ideal para todos os gostos

Outro dia conversando com a minha prima de 15 anos no telefone, tive a notícia de que ela tinha feito um piercing no septo. Ao invés de falar: você é louca? Perguntei: Jura? Onde você furou? E ela respondeu: Na Galeria do Rock…

Na hora não levei muito em consideração, só comentei que tinha vontade de conhecer a galeria, mas pensei que isso fosse demorar um pouco para acontecer. Porém, fiquei com essa informação na minha cabeça por dias… Já que eu sou maluca por tatuagem e piercing, aliás, já havia furado o meu nariz duas vezes e sempre quis colocar de novo o bendito piercing de volta. O que me faltava era dinheiro e coragem.

Mas ai, junto com a minha prima mais velha, acordei cedo e decidi que ontem tinha chegado a hora de ir até lá. Só havia visto algumas fotos, sabia que o lugar era enorme, mas não tinha a mínima ideia do que eu encontraria por lá. E o passeio valeu muito mais a pena do que eu imaginava…

Pra começar, a Galeria do Rock fica localizada bem no Vale do Anhangabaú, bem no centro de São Paulo. Pra quem não lembra, esse era o cenário da novela Eta Mundo Bom, uma das minhas novelas preferidas da Globo, que retratou muito bem São Paulo na década de 1940. Só aí eu já fiquei louca.

O centro de São Paulo é maravilhoso. Apesar dos problemas sociais, prédios invadidos, moradores de rua, muita pobreza mesmo, a arquitetura é única. A cidade, que pode ser odiada e amada ao mesmo tempo, te faz voltar no tempo. Em alguns momentos, era como se eu estivesse mesmo em 1940, olhando todos aqueles prédios. Mas isso é um assunto pra um outro post.

Mas atenção, se você pretende ir ao centro de São Paulo, por favor, não dá bobeira não… Nada de ficar com o celular, dinheiro, carteira, nas mãos. De preferência deixe tudo na frente do corpo, dentro de uma bolsa, ou nos bolsos da frente. Afinal, ninguém quer ser assaltado, não é mesmo?

Mas ai é que vem a parte mais legal… Quando você entra na Galeria do Rock, é impossível não se impressionar com o tamanho do lugar. São sete andares e 450 lojas. Mas não se trata de qualquer loja. Lá você vai encontrar váááários stúdios de tatuagem. Sério, são vários mesmo… Eu inclusive não resisti e furei o meu nariz pela terceira vez em um lugar muito legal e bem em conta, o Red Line. Mas as opções são variadas. Lá onde eu furei, paguei apenas R$ 30,00 na joia + furo. Bem mais barato do que em Araraquara, por exemplo, onde eu já cheguei a pagar R$ 70,00 da primeira vez.

15327274_1143867022317541_2761495919706081042_n

Adorei o meu furinho. Achei que ficou bem delicado, inclusive… E o melhor, doeu bem menos do que as outras vezes

 

Alguns desses estúdios, você consegue ver o trabalho dos tatuadores através de um vidro. E dá pra ver que lá todos eles são muito gente boas, sabem negociar e também têm bastante experiência, afinal, a Galeria do Rock existe desde 1962 e o lugar é tão renomado, que os responsáveis não iriam deixar qualquer um abrir uma loja ou um estúdio de tatuagem por lá, né?

Mas não pense que você vai entrar na Galeria do Rock e vai achar só isso não… A quantidade de loja de roupas é absurda. Então aqui vão algumas dicas do que você pode comprar por lá…

 

Camisetas de bandas e super heróis

Tá pensando em procurar aquela camiseta da sua banda favorita por um preço bem acessível? Ou então comprar aquela camiseta do herói que você mais gosta? Lá na Galeria você encontra… E o melhor, se você quiser dar de presente pra uma criança essas camisetas, você acha também! Cheguei a ver peças lá por apenas R$ 20,00!! Muito mais barato do que nos outros lugares.

 

Fantasias/objetos cosplay

Esqueça essa história de que a Galeria do Rock é só pra roqueiro. Apesar do nome, lá todas as tribos de misturam. Vai do cara que gosta de rock pesado, que tem o visual bem pesado, até as pessoas que estão lá só por curiosidade e que gostam de balé, por exemplo… (tipo eu). Por isso, o que mais me encantou foram as lojas de cosplay. Vi fantasia da Arlequina, Branca de Neve e até de ninguém menos que o Harry Potter. Eu quase saí de lá com uma varinha dele, inclusive. Em comparação às lojas da Liberdade, as lojas de cosplay são bem mais em conta e tem umas coisas muito bonitas, que faz qualquer fã de série, Harry Potter ou quadrinhos simplesmente pirar.

 

Lojas de Skate

Quem falou que roqueiro não gosta de skate? O Chorão fez a gente aprender isso… Aliás, rock e skate combinam muito bem. E adivinha quem está lá à venda? Os queridinhos dos skatistas e das fashionistas… Os queridinhos tênis Vans. Eu particularmente adoro, apesar de achar bem carinho. E não é só o Vans que você encontra não… São tênis de várias marcas, inclusive os famosos All Star e alpargatas maravilhosas. E não são só os tênis não… Tem roupa própria para os skatistas e além é claro, dos skates.

 

Vestuário Rock

E é lógico que se você está em um lugar chamado Galeria do Rock, as roupas mais rock possíveis não poderiam faltar né? Vamos combinar, uma coisa que roqueiro tem é estilo. Queria eu vestir aquelas roupas na rua. Apesar de achar incrível, acho que não combina muito comigo, mas algumas peças podem ser usadas nos looks às vezes né? Afinal, quem faz a sua moda é você!

 

Lanchonetes e cervejas

A Galeria também é um bom lugar pra você sentar, comer alguma coisa, tomar uma cerveja e conversar. É um local bem agradável que você pode ir com a sua família e com os seus amigos, passear bastante (sete andares tem coisa pra caramba) e ainda curtir um tempinho livre. Vale a pena.

 

Resumindo. Se eu fosse você, separava um tempinho no próximo fim de semana, ou durante a semana mesmo, não tem problema, e iria conhecer a Galeria do Rock. É um dos passeios mais interessantes que eu fiz até agora em São Paulo e vai servir inclusive pra eu comprar algumas lembrancinhas no Natal. Quem sabe da próxima vez eu não saio com uma tatuagem de lá? TÔ BRINCANDO (antes que minha mãe jogue um sapato na minha cabeça).

Quer mais informações? Clique aqui e acesse o site oficial da Galeria. Garanto que você vai ficar com mais vontade ainda de conhecer esse lugar.

IMG_7463.JPG

Galeria do Rock. Foto: Gabriela Camargo

 

 

 

 

Americanos comemoram o Dia de Ação de Graças nesta sexta-feira

Você já deve ter ouvido falar sobre o Dia de Ação de Graças, ou o “Thanksgiving”, não é mesmo? O feriado, que é um dos mais importantes e maiores dos EUA, é comemorado hoje no país. Mas, por que o Thanksgiving é tão importante para os nossos amigos norte-americanos?

Pra começar, o Dia de Ação de Graças é maior até mesmo que o Natal nos EUA. É neste feriado que os americanos saem de onde estiverem e voltam para as suas casas (muitas vezes em outros estados) para se reunirem com as suas famílias.

captura-de-tela-2016-11-24-11-20-03

Rede ABC divulgou imagens do trânsito da saída do Dia de Ação de Graças em Los Angeles, na noite de ontem (23/11)

Qualquer semelhança com o Natal, inclusive, é pura coincidência, já que o prato principal da ceia da Ação de Graças também é o peru e como sobremesa, os famosos cookies americanos (toda vez que eu assisto algum filme, morro de vontade de comer aqueles cookies).

Mas e o significado do feriado? O Dia de Ação de Graças nada mais é que uma comemoração vinda de uma vila em Massachusetts, que comemorava a boa colheita feita no verão daquele ano. Por isso, o feriado é sempre no outono do Hemisfério Norte e atualmente acontece na última quinta-feira de novembro.

Porém, inicialmente, o Dia de Ação de Graças era considerado feriado somente nos estados de Nova York, Virgínia e Massachusetts. Porém, em 1863, o presidente Abraham Lincoln decretou que a data fosse decretada como feriado nacional.

Por isso, hoje é dia de comemoração nos EUA. Já escutei famílias brasileiras que vivem por lá, falando sobre a importância do feriado para o país e fiquei encantada. Quem sabe no próximo eu não resolvo estar por lá nesta data, afinal, amanhã tem Black Friday né? Mas isso a gente deixa para o próximo post.

 

 

 

Mickey Mouse completa 88 anos nesta sexta-feira

Hoje é dia de festa para o personagem mais famoso da Disney. O camundongo Mickey Mouse, que encanta gerações há anos, completa 88 anos nesta sexta-feira, dia 18 de novembro.

Personagem principal e mais querido dos desenhos, Mickey foi criado e dublado pelo próprio Walt Disney e apresentado ao mundo como mascote da marca, em 1928. Atualmente, ele é um dos símbolos mais conhecidos do mundo todo.

1555575_736807929690121_6647534706098574559_n

Estátua Walt Disney e Mickey Mouse localizada em frente ao castelo da Cinderela, no Magic Kingdom. Foto: Gabriela Camargo

Em 2014, tive a chance de conhecê-lo pessoalmente. Aliás, consegui até autógrafo do Mickey. Uma graça né? Mas em todos os parques da Walt Disney World, localizada em Orlando, na Flórida, há um Mickey diferente, com roupas diferentes e momentos diferentes do desenho… Um deles até fala no idioma nativo do turista. Foi lindo eu agradecer: Obrigada pela foto Mickey e ele responder com um: “Magina”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

É encantador e pode passar o tempo que for, o Mickey merece todo o carinho e parabéns nesta data tão especial. Happy Birthday Mickey Mouse.

O medo da solidão não te leva a lugar nenhum

Sempre tive muito medo de ficar sozinha. Nunca tive coragem de sair de casa sem um amigo, de ir pra uma balada desacompanhada, sentar em um restaurante pra almoçar sem ninguém por perto, mas com o tempo vi que isso era pura besteira.

Começou em Nova York, fui pra lá pra visitar uma das minhas melhores amigas, mas no terceiro dia a gripe pegou ela e eu tive duas opções: me trancar no Hostel até o último dia ou conhecer os lugares que eu mais queria conhecer na vida sem a companhia de ninguém. O que eu fiz? Decidi parar de ser medrosa.

Visitei os lugares mais incríveis possíveis sozinha. Eu, Deus e o meu pau de selfie (que foi muito útil em todas as ocasiões e me proporcionaram fotos incríveis, do jeito que eu queria). O primeiro dia deu medo, confesso que encarar o metrô sem a internet funcionando foi terrível, mas isso passou logo, e eu vi o quanto viajar sozinha poderia ser maravilhoso.

Isso me ensinou uma lição que tenho utilizado um ano depois. Mudei para São Paulo, levei uns tombos da vida e acabei ficando sozinha por aqui. Dá saudade de casa, das melhores amigas, da família, passar um tempo sozinha em São Paulo pode ser depressivo, mas decidi fazer o mesmo que eu fazia em Nova York e percebi mais uma vez que não tem problema nenhum sentar no Mcdonald’s sem ninguém por perto, muitas pessoas fazem isso inclusive. Não é nem um pouco estranho caminhar na Paulista em um domingo, andar de patins, de bicicleta, ir ao cinema… Isso é comum nas maiores cidades do mundo e a gente precisa se adaptar a isso.

Parece triste, mas eu juro que não é! É libertador. Serve pra você se conhecer melhor, fazer as coisas no seu tempo, se encantar com as pequenas coisas que você não se encantaria se tivesse alguém por perto… Dar um tempo no celular e contemplar o cenário ao seu redor. Se permitir. Quer companhia melhor que você mesmo?

A vida passa tão rápido, pra que gastar tempo trancado em casa, num hotel, se o mundo é grande demais e cada canto dele merece ser conhecido? Encare isso como uma aventura, mal não vai te fazer. Muito pelo contrário. Experimente, permita-se.

Shopping Eldorado recebe exposição inédita sobre os Beatles

Você já pensou em viajar no tempo e ver de perto os instrumentos, roupas, e os cenários reconstruídos por onde uma das bandas mais importantes do mundo passou entre os anos de 1960? Então é melhor você correr para o Shopping Eldorado, que recebe até o dia 30 de outubro, a exposição inédita BeatleMania Experience.

É uma das exposições mais incríveis que eu já visitei. Nunca fui à Inglaterra, mas me senti como se estivesse lá quando entrei na mostra. Além de mostrar a carreira dos Garotos de Liverpool como The Beatles, a viagem no tempo começa contando a história da primeira banda de John Lennon e Paul MacCartney, The Quarrymen.

img_6619

 

A partir daí, trechos importantes da carreira de John, Paul, George e Ringo são citadas e mostradas.

Como o cenário recriado do The Cavern Pub, onde a banda tocou nada menos que 292 vezes, a fachada da EMI, gravadora onde eles gravaram os principais sucessos da carreira e eram vistos todos os dias por fãs do mundo todo que ficavam acampados lá na frente para vê-los, mesmo que de longe, a famosa faixa de pedestres da Abbey Road, o Yellow Submarine e até o topo do prédio onde eles realizaram o último show da carreira da banda.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outro ponto bacana da exposição é que, como se trata de uma mostra completa sobre a banda, é possível ver em uma sala, através de um óculos de realidade virtual, um show feito pelos Beatles nos EUA. A sensação é incrível. É como se os quatro estivessem mesmo na sua frente cantando em cima de um palco.

E é claro que todas as fases da banda são marcadas por meio das roupas e dos instrumentos. Como a fase bons moços, no início, quando eles usavam ternos comportados, até as roupas coloridas utilizadas no disco Sgt Pepper, considerado até hoje um dos melhores álbuns do mundo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Além disso, instrumentos usados por eles podem ser vistos. Um mais incrível que o outro. Junto com eles, várias curiosidades da época que eles foram usados, comprados, doados, dados a eles.

Tudo incrível! Cheia de detalhes, a exposição mostra por meio de imagens, vídeos, sentimento e muito amor, o porquê de os Beatles ser considerada a melhor banda do mundo quase 50 anos depois de seu fim. Vale a pena visitar. Se você gosta da banda, se você é beatlemaníaco, ou se você quer conhecer um pouco mais da história desse grupo que foi imortalizado no mundo todo.

 

 

Ivete Sangalo agita Baile da Arara Vermelha em Araraquara

A rainha do axé (ou seria rainha da música brasileira?) Ivete Sangalo agitou o tradicional Baile da Arara Vermelha do Clube Náutico Araraquara na noite do último sábado, dia 24 de setembro. O evento, que este ano teve como tema “Tesouros do Náutico”, bateu recorde de público e tirou a galera do chão ao som de sucessos da cantora baiana.

Desde canções como Bug Bug Bye Bye, até a nova música Aquele Amor, composição feita para o filho Marcelo, de 7 anos (que conquistou o Brasil no Arquivo Confidencial da cantora há alguns anos), Ivete levou o público à loucura em seu novo show “Acústico em Trancoso” com o seu rebolado de dar inveja e os looks que deveriam ser obrigatórios no guarda-roupa de qualquer mulher.

img_6467

Marca registrada da Veveta são as pernas de dar inveja. Foto: Gabriela Camargo

A cantora deixou claro várias vezes durante o show que pretende voltar logo ao Náutico, tradicional clube de Araraquara, quinto maior da América Latina (isso fica pra uma outra postagem). Ivete chegou até dizer que gostaria ter feito o show de biquíni e deixou claro que estava se sentindo linda (como se isso já não fosse um fato, não é mesmo?).

Além disso, ela arrancou gargalhadas de todos quando brincou com um rapaz na plateia, o João, que precisou rebolar até o chão quando a musa pediu para ele abaixar junto com ela, além de mostrar atenção com todos os jornalistas, fãs e crianças presentes no evento.

Além da presença ilustre e show maravilhoso da baiana, o Náutico mostrou mais uma vez que sabe organizar um baile. Na decoração, vários personagens conhecidos por todos… Piratas, navio pirata, sereias, tudo muito lindo e bem feito. Um dos melhores bailes que eu já vi por lá. 

Apesar o preço do convite, o clube mostrou que valeu cada centavo gasto pelo evento. Já aguardamos Veveta de novo por lá, quem sabe no carnaval? Seria um sonho?

14449020_1088215911215986_996977170730486001_n

Ivete Sangalo em show em Araraquara. Foto: Gabriela Camargo